sábado, 26 de setembro de 2009

Duas mulheres e um cicloturismo no Uruguai: Parte ll COLONIA – SAN JOSÉ














Por: Marisa Nicolás e Claúdia Melatti

Pegamos a ruta 1 e atravessamos o Departamento de Colonia passando pela cidade de Colonia Valdense. Essa região é famosa pelos queixos artesanais, chamados de «tipo colonia». Encontramos uma vendinha para comprar um desses queixos e conversamos bastante com o proprietário, um homem de mais de 60 anos que já tinha feito a “vuelta ciclística de Uruguay” várias vezes. O dia de sol sob um caminho pouco ondulado foi um sossego para pedalar. Apesar disso, eu sofri uma queda numa descida, quando esquecendo o peso da bike, atravessei por cima de um monte de areia. Nada grave, apenas uma chamada para prestar mais atenção no futuro. Essa noite fizemos um acampamento selvagem dentro de um bosque de eucaliptus, a 3 km da saída de Colonia Valdense.


O percurso do dia seguinte foi mais pesado e monótono. A Estrada estava com muito tráfego de carros turistas e o sol demasiado forte. Chegamos ao final da tarde na cidade de Libertad. Um vilarejo tranqüilo onde conseguimos acampar em um parque público. Um grupo de meninos ficou fascinado com a nossa presença e nós com eles. Percebemos como a educação fundamental é de alto nível no Uruguai, as crianças nos ensinaram a geografia do país e mostraram os caminhos que poderíamos pegar no mapa. Descobrimos que o mate, o equivalente ao chimarrão, é mais do que uma bebida, é um ritual que começa desde criança. Ficamos horas conversando com eles e bebendo mate.

A costa uruguaia do Rio de La Plata esta muito bem planejada e existem vários balneários e campings ao longo do caminho. Queríamos ir numa dessas praias e assim, depois de deixarmos à tranqüila Libertad partimos rumo a Playa Pascual. Tarde de descanso numa praia de areia e águas limpas do Rio de La Plata. Pode-se constatar, realmente, que ele é um rio bem largo, pois o horizonte fica sempre muito distante. Grupos de jovens chegavam de bike e juntavam todas elas num equilíbrio perfeito. Esse foi um dos mais belos finais de tarde com cinematográfico e espetacular pôr do sol. A anedota do dia foi que os guarda-vidas da praia deixaram a gente pousar na construção rústica da prefeitura. Assim ficamos segundo a Cacau, “acantonadas” no prédio da prefeitura de Playa Pascual.



Distância do percurso: 167 km

Dias do percurso: 3. Tempo de pedal: 12h:40min.

Um comentário:

  1. Essa viagem foi muito boa... queria voltar para lá !!
    brigadinha
    Maru

    ResponderExcluir