sábado, 7 de junho de 2008

TREINAMENTO MUSCULAR NO CICLOTURISMO


A elaboração do plano de treinamento muscular para viagem de cicloturismo é a questão mais importante na decisão e escolha do percurso e propriamente na futura viagem. Conhecemos várias histórias de cicloturistas que não chegam a terminar suas viagens por motivos de cansaço ou lesões musculares ocorridas durante o cicloturismo. O treinamento muscular para a viagem requer, por parte de quem elabora este planejamento, um conhecimento profundo dos grupos musculares para o qual este treinamento deverá ser dirigido e de suas características fundamentais.
Para planejar um programa é necessário ter em conta os fatores: idade, tipo de exercício, duração, freqüência, intensidade. Esses fatores deverão nortear a abordagem com objetivo de dosar o estimulo para que não seja intenso ou leve demais.
Antes de iniciar um programa de treinamento o individuo deve consultar um médico e um profissional de Educação Física que devem supervisionar avaliar previamente as condições físicas do individuo, pois os valores deverão ser cruzados e analisados com objetivo de procurar verificar os benefícios da prescrição inicial do programa, bem como, ajustar as mudanças conforme ocorram melhoras nas capacidades físicas até conseguir atingir os objetivos propostos.
As avaliações físicas devem ter testes (antropométricos e ergométricos) que identificam o estado atual de condicionamento físico e muscular.
O cicloturismo exerce um esforço físico diretamente maior nos membros inferiores, devido a sobrecarga transporta pelos alforjes, pavimento do percurso e topografia do terreno. As musculaturas mais solicitadas são das pernas e coxas. Nesse momento apenas nos ateremos na musculatura da panturrilha (músculos gastrcnemio e sóleo).
Sóleo é um músculo mais profundo de origina abaixo do joelho, e portanto , só pertence a articulação do tornozelo. Gastrocnêmio é um músculo mais superficial de origem acima do joelho, no parte posterior do fêmur, fazendo parte assim das articulações do joelho e tornozelo ( HAY, JAMES G. et al, 1983 ).
Lembre-se de tentar todos os ângulos e posicionamentos possíveis de serem executados para trabalhar essa musculatura de forma completa. Variedade e técnica aliadas resultam em
condicionamento neuromuscular

TREINAMENOS COM AUXÍLIO DE PESOS (Exemplos de treinamentos)

Músculo gastrocnêmio (em pé)
Organize previamente os peso no aparelho especifico para este musculo;
Em seguida realize uma pedalada forte na bike ergométrica ou spinning, simulando uma subida;
Sem descanso realize de 12 -15 repetições no aparelho;
Descanse por 30-45 segundos e refaça o procedimento por 6x (aleatório)
Manter sempre o mesmo ritmo das repetições
Logo após faça o treinamento aeróbico normal acima de 30 minutos.

Músculo sóleo (sentado)
Organize previamente os pesos no aparelho;
Em seguida realize uma pedalada forte na bike ergométrica ou spinning, simulando uma subida;
Sem descanso algum realize de 12 -15 repetições no aparelho, alternando a velocidade dos movimentos, para cima deve ser rápido (fase concêntrica) e segurando a descida de maneira lenta (fase excêntrica);
Descanse por 45-60 segundos e refaça o procedimento por 6x (aleatório)
Como forma de esclarecer da melhor maneira possível, gostaria de citar que este não é o único modo de treinar a musculatura, se você buscar informações com outros profissionais é claro que outras formas e maneiras serão encontradas e a maioria estará correta.
É importante também sempre variar o estimulo do treinamento após aproximadamente 25 sessões, devido a adaptação do organismo ao treinamento.
Aconselho sempre procurar escutar o seu corpo, você é o responsável pela boa manutenção dessa máquina, o exemplo prescrito acima, não é como uma receita de bolo, porém ajuda os cicloturistas a planejarem e ter mais conhecimento da atividade física que adotaram.
No próximo informe apresentarei o treinamento para pernas, aguardem.


Vanderson Cleyton Nascimento
Profissional de Educação Física/Ergonomia do Trabalho

2 comentários:

  1. otimo artigo , muito bom e facil de entender, parabens...

    ResponderExcluir
  2. otimo artigo , muito bom e facil de entender, parabens...

    ResponderExcluir